Truques para lidar com um chefe extremamente exigente

Este é um dilema vivido por muitos trabalhadores: Um chefe que pressiona para que você termine um projeto atrás do outro em prazos que são muito curtos, ou espera que você esteja disponível para atender a chamadas, mensagens de texto e e-mails 24 horas por dia, sete dias da semana.

Imegem: © ZOHAR LAZAR
Você se recusa e corre o risco de ser visto como fraco? Ou simplesmente diz que sim — e compromete sua paz de espírito e a vida pessoal?

Concordar com exigências irracionais é um convite para o chefe presumir que não há nenhum problema em continuar a fazê-las. Algumas estratégias de confronto podem agravar o problema ainda mais, diz Sheila Heen, professora da faculdade de Direito da Universidade Harvard e uma das autoras do livro “Conversas Difíceis”, um best-seller baseado em mais de 20 anos de pesquisa no Projeto de Negociação da Harvard.

Se você educadamente concorda com um prazo para uma segunda-feira, pensando que essa é uma ideia maluca e planejando terminar a tarefa na terça-feira, pode levar o chefe a começar a estabelecer prazos ainda mais curtos, para ter uma margem de segurança, diz a professora Heen. E evitar mensagens de texto, chamadas ou e-mails intrusivos pode levar um gerente a persegui-lo de forma ainda mais agressiva.

Uma rota mais eficiente é estabelecer as bases para a negociação de uma solução. Absorva o senso de urgência do chefe, diz Tim Allard, um dos sócios da Odyssey Inc., firma americana de consultoria executiva e corporativa. Um chefe com personalidade do tipo A, mais agressivo, fica ainda mais agitado quando um empregado dá uma resposta evasiva e relaxada para o que ele vê como um pedido urgente, diz Allard.

“Isso não significa que você tem que ficar tão maluco quanto o chefe, mas tem que entender que para alguns líderes tudo é uma prioridade, e é preciso tranquilizá-los de que você entende”, diz ele.

Alguns chefes exigentes são desejáveis para um profissional porque suas carreiras estão em ascensão e eles atraem os projetos mais empolgantes, avançando as carreiras dos funcionários junto com as deles.

Outros, entretanto, são tão ansiosos, desorganizados ou tão concentrados na próxima crise que não conseguem acompanhar as tarefas nas quais seus funcionários estão trabalhando. Seja qual for o caso, esteja preparado para explicar os projetos em que você já está trabalhando e os prazos necessários para que sejam concluídos.

Quando o chefe tentar te repassar mais uma tarefa, peça ajuda para definir prioridades e decidir quais projetos devem ser colocados em espera para que você possa encarar o mais recente, diz Cali Williams Yost, uma consultora de flexibilidade no local de trabalho.

Beth Fisher-Yoshida, diretora do programa de negociação e resolução de conflitos da Universidade Columbia, sugere a busca de maneiras de modificar o projeto, como concordar em completar uma parte até o prazo final e o restante mais tarde. Explore se alguma tarefa pode ser delegada a colegas de equipe.

Se acesso ilimitado ao seu tempo é o que o chefe quer, negocie alguns limites. Um gerente de contabilidade conseguiu controlar um enorme fluxo de e-mails, torpedos e chamadas de seu chefe todas as noites, ao prometer checar e responder tudo às 21h diariamente, diz Amy Cooper Hakim, consultora de gestão da Flórida que deu treinamento ao gerente.

Explique que limites claros são relevantes para o seu trabalho: “Para que eu seja mais produtivo no trabalho, preciso cuidar de outras obrigações quando estiver ausente”, diz Hakim, uma das autoras de “Working with Difficult People” (Como trabalhar com pessoas difíceis, em tradução livre, sem edição no Brasil), que inclui estratégias para lidar com gerentes agressivos.

Quando um novo chefe de um emprego anterior pediu a Connie Thanasoulis para trabalhar todos os sábados durante o verão, ela pediu desculpas e se recusou, dizendo: “Tenho coisas acontecendo o tempo todo — serei madrinha em um casamento, tenho um churrasco da família”, diz Thanasoulis, uma das fundadoras da SixFigureStart, uma empresa de treinamento profissional de Nova York.

Ela conseguiu deixar o chefe satisfeito ao propor que trabalharia jornadas de 12 horas durante a semana. “Às vezes, é bom fazer o esforço. Se você tem um chefe que é ambicioso e faz coisas empolgantes, dá para pegar uma carona e aprender muito”, diz Thanasoulis.

Kristin Stone, profissional de Massachusetts, estava tão estressada com seu chefe exigente em um trabalho anterior em uma empresa de serviços financeiros que fazia exercícios de respiração profunda quando o chefe pressionava sua equipe para que ganhasse competições de vendas.

Ela decidiu cooperar, no entanto, porque ela sabia que o gerente a respeitava, apreciava seu trabalho duro e iria ajudá-la a avançar. “Se você se beneficia ao obter melhores avaliações de desempenho e fortalece suas próprias habilidades, não há nenhum prejuízo, apenas ganhos”, diz Stone, que hoje escreve o blog sobre gestão de carreira e outros temas de autoaperfeiçoamento.

O chefe logo a promoveu, e continuou ajudando a avançar sua carreira por vários anos em novos empregos com supervisores mais amenos.

Fonte: MSN
Truques para lidar com um chefe extremamente exigente Reviewed by Fernando Mendes on Rating: 5

Nenhum comentário:

2021 © Fernando Mendes - Todos os Direitos Reservados.

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.