Golpe no WhatsApp usa vale-presente do Boticário para atrair vítimas

Ameaça pede dados pessoais de usuários em troca de vale presente de R$ 500; mais de 70 mil brasileiros já foram afetados pela manobra.
Golpe no WhatsApp usa vale-presente do Boticário para atrair vítimas / Foto: Reprodução
Um novo golpe no WhatsApp promete um vale-presente de R$ 500 das lojas O Boticário. O cupom falso, na verdade, é uma armadilha para encaminhar os usuários para sites que roubam as informações pessoais e que deixam o smartphone com vírus. Segundo a empresa de segurança digital PSafe, 50 mil pessoas caíram no golpe em cinco dias.

Tudo começa quando a pessoa recebe a mensagem sobre o vale-presente de um contato ou grupo no WhatsApp. Ao clicar acreditando que receberá esse bônus de R$ 500, a pessoa é direcionada para uma página em que precisa responder três perguntas sobre a marca.

Golpe no WhatsApp usa vale-presente do Boticário para atrair vítimas / Foto: Reprodução
Depois de completar o questionário, o usuário precisa compartilhar o cupom falso com dez amigos para que possa baixar o falso vale-presente. Sem saber, a pessoa ajuda a espalhar o golpe para outros contatos. Em seguida, o cliente é encaminhado para se cadastrar em sites que roubam os dados e convidado a baixar aplicativos que podem colocar a segurança do smartphone e de seus dados pessoais em risco.

De acordo com os especialistas da PSafe, a armadilha ainda conta com comentários de falsos usuários elogiando a promoção, para fingir que a promoção é válida.

Golpe no WhatsApp usa vale-presente do Boticário para atrair vítimas / Foto: Reprodução

Golpe gera cobranças na conta de telefone

Segundo o especialista em tecnologias, Gilberto Sudré, além de roubar os dados dos usuários, o golpe do falso vale-presente também gera uma cobrança adicional na conta de telefone. Isso porque as páginas em que a mensagem pede para que as vítimas se cadastrem são, na verdade, de serviços pagos.

"O golpista, neste caso, ganha uma comissão ao encaminhar estes usuários para o site. Esse cadastramento é pago. As pessoas só percebem que caíram no golpe no fim do mês, quando chega a conta de telefone. Aí é preciso ir nestes sites e pedir para retirar o cadastro para pararem de pagar por este 'serviço'", explica.

Sudré ainda dá algumas dicas e orienta os usuários que receberam a mensagem nos seus celulares.

"É importante que as pessoas não repassem essas mensagens, não cliquem nestes links e não instalem nenhum aplicativo que não seja baixado pelos sites oficiais: a Play Store, para quem tem telefones com o sistema Android; ou a iTunes, para quem tem sistema operacional iOS. Além disso, vale a velha máxima, se a esmola é demais desconfie. Nunca acredite em promoções muito vantajosas e tenha sempre um antivírus instalado em qualquer tipo de smartphone", aconselha.

Golpe no WhatsApp usa vale-presente do Boticário para atrair vítimas Reviewed by Fernando Mendes on Rating: 5

Nenhum comentário:

2021 © Fernando Mendes - Todos os Direitos Reservados.

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.