PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE A FEBRE AMARELA



A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Campinas informa que, conforme resultado dos exames realizados pelo Instituto Adolfo Lutz, houve a confirmação de macacos bugios e saguis com febre amarela em Campinas, nas áreas de Sousas, Joaquim Egídio, Jardim das Paineiras e Parque Jambeiro.

- O que isto significa?

Significa a ocorrência do ciclo silvestre da febre amarela em Campinas.

- O que é a febre amarela silvestre?

A febre amarela silvestre é uma doença aguda causada por um vírus transmitido por um mosquito chamado Haemagogus. Este mosquito habita as matas, inclusive fragmentos de mata em área urbana e voa durante o dia. Ele pica preferencialmente macacos transmitindo a doença entre estes animais, mas pode eventualmente picar o ser humano.

- E a febre amarela urbana?

A febre amarela urbana é a mesma doença, causada pelo mesmo vírus, porém transmitida entre seres humanos por mosquitos urbanos (Aedes aegypti). A febre amarela urbana não ocorre no Brasil desde 1942.

- Existe a chance do ciclo silvestre se tornar urbano?

Sim. Porém, a capacidade de transmissão do vírus da febre amarela pelo Aedes aegypti é menor do que pelos mosquitos silvestres.

- Como uma pessoa adquire febre amarela?

No ciclo silvestre, a transmissão ocorre entre macacos e mosquitos silvestres. O homem só se expõe ao vírus quando picado pelo mosquito contaminado sem estar previamente vacinado.

- Macacos oferecem risco?

Os macacos não transmitem a doença ao ser humano. O monitoramento dos macacos doentes permite identificar áreas com a circulação do vírus. Cabe ainda ressaltar que maus tratos à fauna silvestre constituem crimes ambientais, sujeitos a penalidades, conforme Lei 9.605/1998.

- O que fazer se encontrar macaco morto?

Caso um macaco morto seja localizado, o Centro de Saúde deve ser informado imediatamente para que o cadáver do animal seja recolhido e encaminhado para exames.

- Quais são as providências que estão sendo tomadas pela SMS?

Desde a confirmação dos casos, uma série de ações foram desencadeadas na cidade. Além da ampliação do horário de oferta de vacinas contra a febre amarela nos Centros de Saúde das regiões onde os macacos foram encontrados, foram realizadas nebulizações, bloqueio e controle de criadouros e monitoramento entomológico para identificar a espécie do mosquito transmissor da doença. Também foram realizadas orientações para moradores dos bairros envolvidos e vacinação em espaços com grande concentração de pessoas, como clubes, escolas e instituições religiosas. A vacinação está sendo intensificada no município. Dia 28/10/2017 todos os Centros de Saúde de Campinas estarão abertos das 8h às 17h para vacinar toda a população contra a febre amarela. A vacina contra a febre amarela está disponível o ano todo em todos os centros de saúde da cidade, de acordo com a programação de cada unidade. Outras informações podem ser obtidas pelo telefone 156.

- Quem deve tomar a vacina?

Adultos de qualquer idade e crianças acima de 9 meses não vacinados previamente. Importante: Quem já recebeu a dose em algum momento, não precisa se vacinar novamente. É importante levar a carteira de vacinação. Quem não tiver, vai receber uma no dia.

- Para quem a vacina é contraindicada?

Gestantes, mulheres que estejam amamentando crianças com até 6 meses, pessoas com imunossupressão relacionadas às seguintes doenças: câncer, HIV, lúpus, artrite reumatoide; ou a uso de medicamentos (estas pessoas devem consultar seu médico para avaliar indicação da vacina). Casos específicos serão analisados pelos Centros de Saúde.

- E as pessoas com mais de 60 anos?

Se não estiverem usando drogas imunossupressoras e/ou corticoides em doses elevadas e estiverem clinicamente bem, devem ser vacinadas. Casos específicos serão analisados pelos Centros de Saúde.

- Uma dose de vacina é suficiente?

Sim. Acima dos 9 meses de idade, a pessoa que toma a vacina fica protegida por toda a vida, não necessitando ser revacinada. - Quanto tempo a vacina demora a fazer efeito? A proteção se dá após 10 dias da aplicação da vacina e permanece por toda a vida.

- O que fazer em caso de algum sintoma após a vacinação?

Caso apresente algum sintoma após ter tomado a vacina, a pessoa deve procurar o Centro de Saúde portando a carteira de vacinação para uma avaliação pela equipe de saúde.

Há casos humanos em Campinas?

Sim. Em 19 de abril de 2017, foi confirmado um caso de febre amarela no município, morador da área rural de Sousas, que contraiu a doença no próprio local de residência.

- Qual a melhor forma de se proteger contra a febre amarela?

A melhor forma de se proteger é estar vacinado contra a doença.


- As pessoas que vão viajar para locais de risco também precisam estar vacinadas?

Sim. Estas pessoas devem procurar o Centro de Saúde mais próximo a sua residência para tomar a vacina.

- Todas as pessoas que vacinarem precisam do Certificado Internacional de Vacinação?

Não. Somente as pessoas com viagem para alguns destinos internacionais onde é exigido o Certificado Internacional de Vacinação. Para mais informações sobre a emissão desse certificado, consulte o site: http://www.campinas.sp.gov.br/febreamarela

Fonte: DEVISA - Atualização 24/10/2017
Avenida Anchieta, nº 200 - 11º Andar – Centro. Campinas SP - CEP 13.015-904 Telefone: (19) 2116-0187 / 2116-0233 FAX (19) 2116-0186 e-mail: devisa@campinas.sp.gov.br

PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE A FEBRE AMARELA Reviewed by Fernando Mendes on Rating: 5

Nenhum comentário:

2021 © Fernando Mendes - Todos os Direitos Reservados.

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.